SOBRE DEMOCRACIA ÉTICA NA POLÍTICA, COXINHAS PETRALHAS E OUTRAS COISAS MAIS

A palavra Democracia vêm do grego  que significa em uma tradução bem popular: poder do povo. Mas essa palavra adquiriu nos dias de hoje um significado etimológico alterado ou ultrapassado para indicar um modo de ser e de pensar.
O auge da vida democrática é o momento do voto. A democracia, regime em que  a maioria escolhe os governantes , é também o regime da igualdade, em que todos têm o mesmo valor, sejam ricos e pobres, integrados ou excluídos. Por isso, tenho sustentado que ela é o regime mais ético que existe.
 Mas surge um problema sério . Na ética, operamos com o certo e errado, o bem e o mal. Não existe uma tabela única do certo e do errado "em si" ou para "Deus" ou para humanidade inteira.
    Dá para fazer o mesmo na política? bem , faz parte da essência da democracia o direito à divergência . Mas aplicar o critério de certo ou errado à política pode nos levar a tolerar só um lado condenando o outro como errado, desonesto ou imoral. Isso significa abolir a discordância. Quem pensa assim, se chegar no poder, é um perigo - por que terá um DNA do ditador. O mínimo, numa democracia é ter dois lados opostos , divergentes mas respeitados. Porém, se aplicar o modelo de ética a política, entenderei que um lado é o bem e outro e outro é do mal; e portanto tentarei impedir "o mal" de concorrer. Assim foi a perseguição ao comunismo no Brasil, mesmo quando não tínhamos  uma ditadura escancarada. Assim foi a perseguição a partidos liberais nos regimes comunistas.
Há saída? O mais óbvio é: a Ética ser um pré- requisito. Queremos todos os candidatos sejam honestos, e que não sejam antiéticos, e entre os postulantes decentes , optaremos por critérios políticos . Quem preferir a solidariedade e os fins sociais seja de esquerda. Quem tem espírito empreendedor, vá para a direita. Mas isso só é simples na teoria . Até porque no Brasil e mundo afora,  o ataque mais fácil de fazer e que requer menos inteligência é acusação de antiético ao adversário.
É preciso  grandeza de espírito para sair dessa incapacidade de pensar o que desejamos construir. Porque propor política é formular o futuro.
 (Adriano Soares)              

Postagens mais visitadas