Pular para o conteúdo principal

ALICE ATRAVÉS DO OLHAR FILOSÓFICO

Quem  em algum momento da infância nunca ouviu, leu ou assistiu um dos contos mais famosos da literatura infantil: Alice no Pais das Maravilhas em suas várias versões para o cinema, para a televisão ou em livros.
Aparentemente uma história para crianças, mas que na verdade se você pegar o contexto histórico político em que ela foi escrita você vai verificar que o autor Lewis Carroll  vai fazer uma das maiores criticas a racionalidade vitoriana que nós temos.
 O grande barato em Alice no pais das maravilhas é que tudo são regras: regras de etiqueta regras da poesia as regras do julgamento, as regras do palácio. Internamente as regras até que fazem sentido, mas só que essas regras no mundo externo pode ser torna uma loucura completa.
Vamos refletir a história: Alice mora em England( Inglaterra)e vai para Outland (acho que assim que se escreve, mas, que significa outra terra ou terra fora) ela acha que as regras de England vale para Outland, logo ela pensa que que as regras são universais e se aplicam em qualquer lugar sem diferença; e no mundo atual temos esse mesmo pensamento louco que existe uma razão de verdade e pode ser espalhada pelo mundo o processo  colonial na Africa e na Ásia  a violência que acompanhada de parte veio desta primícia: Ora se faz sentido tomar chás as 5 da tarde na Inglaterra que é o frio  danado tem que fazer também na Índia, portanto, cai na loucura de se pensar que a razão é abstrata e independe da cultura que você está. Puxando para o começo do livro a irmã de Alice está lendo um livro que não têm diálogo e nem figura, e geralmente um livro desses é um livro de teoria, não é um romance o romance em si emetiza a vida, Alice se interessa pela vida não pela a teoria só por isso que ela vê o coelho branco passar se ela estivesse concentrada no livro não o veria  se não tivesse tido a coragem de se jogado de cabeça em lugar aonde ela não conhece nunca teria tido tal experiência maravilhosa. E experimentando um pouco dessas loucuras logicas  que em si mesmo fazem sentido, mas que aplicada em outro mundo são loucuras. Ela têm uma epifania no final do romance,  (aqui vai um spolier)  quando os guardas vão prendê-la, ela diz um frase celebre: "vocês não passam de um bando de cartas". ai ela acorda!!! Algo significativo que merece ser refletido, qual é o valor por exemplo da carta 3 de copos no baralho? depende do jogo que se está jogando; se eu estou jogando truco e eu sei as cartas que você têm e chegou a minha vez de jogar adivinha quem vai ganhar? E teoricamente irei ganhar em bases racionais foi neutra a partida, mentira!!!! sabia as cartas que estavam em jogo eu estabeleci as regras agora vamos jogar, esse é o projeto da modernidade é isso que Alice percebe, mas isso só aconteceu por quê ela deixou a teoria dos livros e foi aprende pelas vias de fato do cotidiano.
Fico pensando que quando o FMI ou Banco Mundial quer politicas econômicas em nível global e diz que essa é a receita a ser seguida  em parte vemos o ecos dessa menina que achava que as regras de England deveria servir em Outland ai devemos rir com ela e dizer isso é loucura!, vê por exemplo o que a Grécia sofreu em nome da ortodoxia econômica, vemos que Alice não é simplesmente um conto infantil.
E nessa semana vai estrear nos cinemas do Brasil inteiro a continuação desse conto Alice Através do espelho, vá ao cinema curta divirta-se ,mas , sem nunca perde o olhar critico que as histórias que nos passar.
(Adriano Soares de Sousa)            

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A JORNADA DO HERÓI: JESUS CRISTO

Quem nunca gostou de ouvir, lê ou assistir história de heróis ?
Há milênios contamos histórias que falam de personagens   que foram peças importantes, e até hoje estão marcados na memória de cada um que as conhece, geralmente essas histórias estão cheias de ação emoção, pois elas estão cheias de ingredientes  que preenchem a nossas expectativas.
Na maioria das vezes o personagem principal deve superar algumas etapas para se demonstrar como verdadeiro herói, independente da cultura ou do mito que será contado, sempre o herói têm um ciclo a ser seguido isso desde a história mais antigas de Homero e Hesíodo com seus contos até as aventuras da DC e MARVEL.
Pensando nisso  o estudioso e especialista em mito Joseph  Campell cria um modelo de como seria passo a passo do percurso de transformação do homem comum em Herói com todas as provações que surgem no caminho. A jornada do herói e muito utilizada em roteiros de cinema e seriados, e livros de super-heróis, e o meu principal objetivo(e de…

A DEPRESSÃO E SUA BANALIZAÇÃO NO MUNDO ATUAL

A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. O conceito patológico , entre os sintomas, ha presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima que aparecem  muitas das vezes compiladas.
Ao contrário do que normalmente se pensa os fatores psicológicos e sociais, são consequência e não a causa da depressão.
Mas o quero ressaltar aqui e a banalização dessa doença que é tão seria e que se não for tratada pode levar a morte, sim! morte!!! De acordo com a OMS(Organização Mundial de Saúde) a depressão atinge hoje quase 7% da população mundial cerca de 400 milhões de pessoas.
Vendo que o assunto é sério atualmente a depressão e colocada como algo  banal e muitas das vezes a pessoa que apresenta essa patologia e encarada como fazedora de manha,que está com frescura e o pior é aquele que fala: "nossa, isso é falta de Deus" se fosse assim padre e pastores não entrariam nunca em depressão. Muitas das vezes nas redes sociais esse termo é banali…

ATO ,POTÊNCIA E ACIDENTE

Olá pensadores! Tudo bem com vocês ? Espero que sim, e mais uma vez nos encontramos aqui nesse humilde blog, rumo ao texto de número cem .
Hoje quero voltar a série clássicos da filosofia  e falar desse filósofo que viveu antes de Cristo, mas seus ensinamentos ajudaram muito na forma de pensar da igreja cristã, iremos falar de Aristóteles.
O que muitos não sabem é que Aristóteles foi discípulo de Platão e como discípulo ele não seguiu nada de seu mestre, pelo contrário ele trouxe o pensamento de seu mestre Platão de volta para terra.
Aristóteles diferente de seu mestre, defende que o Ser ,ou seja, tudo que existe, melhor dizendo a existência em si, possui um atributo que o define , enquanto Platão afirmava que esse atributo era originário(vinha do hiperurânio), pois bem, Aristóteles faz essa mudança afirmando que o Ser possui um atributo definidor que se encontra no próprio ser, ele chama esse atributo de substância e o que é a substância para Aristóteles? A substância é aquilo que d…