A DEPRESSÃO E SUA BANALIZAÇÃO NO MUNDO ATUAL

A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. O conceito patológico , entre os sintomas, ha presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima que aparecem  muitas das vezes compiladas.
Ao contrário do que normalmente se pensa os fatores psicológicos e sociais, são consequência e não a causa da depressão.
Mas o quero ressaltar aqui e a banalização dessa doença que é tão seria e que se não for tratada pode levar a morte, sim! morte!!! De acordo com a OMS(Organização Mundial de Saúde) a depressão atinge hoje quase 7% da população mundial cerca de 400 milhões de pessoas.
Vendo que o assunto é sério atualmente a depressão e colocada como algo  banal e muitas das vezes a pessoa que apresenta essa patologia e encarada como fazedora de manha,que está com frescura e o pior é aquele que fala: "nossa, isso é falta de Deus" se fosse assim padre e pastores não entrariam nunca em depressão. Muitas das vezes nas redes sociais esse termo é banalizado como diva da depressão, filosofia da depressão entre outros, confesso que é engraçado, mas como diz o professor Pedro Calabrez, substitua a palavra depressão por câncer, e ai fica pesado né? Quem já teve paciente assim na família sabe do que eu estou falando é uma doença que debilita tanto o paciente como para quem está no seu convívio. A depressão e um transtorno tão sério  quanto o câncer, voltando as estatísticas agora falando só de Brasil, estudos mostram que a prevalência ao longo da vida de depressão entre 8 a 14%  em outras palavras uma em cada dez pessoas.
A depressão assim como o câncer e difícil e debilitante e como eu disse ela mata, pois ela aumenta o risco de suicídio ela também gera outras doenças como câncer o AVC, doenças cardíacas e mais, ela pode causar danos a nossa memória que si permanecerem podem ser irreversíveis, sem contar que ela aumenta o nível de estresse no nosso corpo e ela reduz os hormônios sexuais.
Acredito que você lendo todos esse malefícios que ela causa,crie a consciência de que devemos educar a sociedade a ter o mesmo respeito que nós temos pelo câncer, também pelos transtornos mentais, nós precisamos compreender melhor e a saber lidar melhor com quem está com essa patologia, e pare de falar que ele tá com manha com frescura, e caso você ainda acha que depressão é falta de Deus, você  pode leva o enfermo a igreja, mas antes leve-o ao psicólogo.
Adriano Soares de Sousa            
    

Postagens mais visitadas