Pular para o conteúdo principal

SOBRE SENTIR-SE REJEITADO: FREUD EXPLICA

 Olá meus amigos!!! Mais uma vez me encontro aqui com vocês para filosofar coisas do nosso dia a dia e particularmente hoje vai uma coisa bem intima, não sei quanto a vocês, mas comigo é assim, as vezes me sinto insolado, deixado para segundo plano, ou as vezes as pessoas me tratam educadamente, mas na verdade elas só me toleram. Confesso que o meu jeito de ser é difícil de suportar, minha família que o diga, e fico chateado não porque as pessoas  se afastaram, mas, o meu modo de agir que afastou pessoas que gosto e que de forma nenhuma queria perder.
 Procurei ler sobre o assunto para saber porque eu sou tão "mimizeiro" e tentar achar respostas  para minhas carências humano afetivas, e adivinha: Freud explica !!! Você não é obrigado a concordar com tudo que irei compartilhar aqui, mas entendo que assim como eu muitas pessoas ao ler esse texto pode se identificar com minha situação.
 Bem, descobri que todos nós temos sentimentos de rejeição uns mais outros menos, o que existe são pessoas que sabe lidar com isso e existem pessoas que assim como eu não consegue a submeter a esse ato, e que acontece para sentirmos esse sentimento? Iremos chamar para essa conversa o filósofo psicanalista Sigmund Freud (1856-1939). Ele vai falar sobre o "complexo de Édipo" que de forma bem resumida e a triangulação da relação pai, mãe e filho ,e nessa fase  que é a formação do meu ego (do meu eu) me dou conta que nessa relação eu não participo da forma que imaginei, ou seja, a partir do momento que descubro que aquela mulher que me dava peito, que me dava banho, enfim que dedicava seu tempo só para mim, dedica seu tempo para outro homem, vêm pela primeira vez o sentimento de rejeição, pode parecer absurdo isso e talvez você não se lembre disso, mas , chamamos isso de memórias mnêmicas coisas que você não lembra ,mas, ficam marcadas no seu inconsciente, se bem que me lembro vagamente que nas festas de família eu morria de ciúmes de minha mãe dançar com o meu pai.
 Logo vêm a idade de ir para escola e me sentia rejeitado porquê ninguém me escolhia para o futebol e eu ficava na chamada de 'fora" tá certo que não sou um Messi, mas preferir jogar com um a menos do que me colocar no time era doloroso.
 Vêm o Ensino Médio e com ele os trabalhos em grupos e advinha quem o fazia trabalho sozinho? Se sua resposta foi Adriano acertou!
 Bem , na minha construção como pessoa que Freud vai chamar de super ego o meu ego de Super não tinha nada e me tornei uma pessoa introspectiva e anti-social, o que me ajudou muito a melhorar como pessoa foi ter entrando no seminário, NOSSA!!! me ajudou muito fiquei mais comunicativo  e sempre trabalhou com valores que eu nem sabia que tinha.
 Na atualidade me encontro em estado de depressão, mas não quero fazer disso um vitimismo, não quero que as pessoas tenha pena de mim, queria ser compreendido das minhas limitações da mesma forma que tento compreende-las, da mesma forma que elas são sensíveis, eu também sou.
 Depois de ter aberto minha caixa preta quero dizer que não vou desisti de alcançar outro, não por carência, mas, por que sei que preciso de todos afinal não sou autossuficiente, uma hora alguém vai entender o meu jeito e vai descobrir, como já diz Freud ´´Que um charuto é apenas um charuto´´(espero que entendam a referência).
 (Adriano Soares de Sousa)                          

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A JORNADA DO HERÓI: JESUS CRISTO

Quem nunca gostou de ouvir, lê ou assistir história de heróis ?
Há milênios contamos histórias que falam de personagens   que foram peças importantes, e até hoje estão marcados na memória de cada um que as conhece, geralmente essas histórias estão cheias de ação emoção, pois elas estão cheias de ingredientes  que preenchem a nossas expectativas.
Na maioria das vezes o personagem principal deve superar algumas etapas para se demonstrar como verdadeiro herói, independente da cultura ou do mito que será contado, sempre o herói têm um ciclo a ser seguido isso desde a história mais antigas de Homero e Hesíodo com seus contos até as aventuras da DC e MARVEL.
Pensando nisso  o estudioso e especialista em mito Joseph  Campell cria um modelo de como seria passo a passo do percurso de transformação do homem comum em Herói com todas as provações que surgem no caminho. A jornada do herói e muito utilizada em roteiros de cinema e seriados, e livros de super-heróis, e o meu principal objetivo(e de…

A DEPRESSÃO E SUA BANALIZAÇÃO NO MUNDO ATUAL

A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. O conceito patológico , entre os sintomas, ha presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima que aparecem  muitas das vezes compiladas.
Ao contrário do que normalmente se pensa os fatores psicológicos e sociais, são consequência e não a causa da depressão.
Mas o quero ressaltar aqui e a banalização dessa doença que é tão seria e que se não for tratada pode levar a morte, sim! morte!!! De acordo com a OMS(Organização Mundial de Saúde) a depressão atinge hoje quase 7% da população mundial cerca de 400 milhões de pessoas.
Vendo que o assunto é sério atualmente a depressão e colocada como algo  banal e muitas das vezes a pessoa que apresenta essa patologia e encarada como fazedora de manha,que está com frescura e o pior é aquele que fala: "nossa, isso é falta de Deus" se fosse assim padre e pastores não entrariam nunca em depressão. Muitas das vezes nas redes sociais esse termo é banali…

ATO ,POTÊNCIA E ACIDENTE

Olá pensadores! Tudo bem com vocês ? Espero que sim, e mais uma vez nos encontramos aqui nesse humilde blog, rumo ao texto de número cem .
Hoje quero voltar a série clássicos da filosofia  e falar desse filósofo que viveu antes de Cristo, mas seus ensinamentos ajudaram muito na forma de pensar da igreja cristã, iremos falar de Aristóteles.
O que muitos não sabem é que Aristóteles foi discípulo de Platão e como discípulo ele não seguiu nada de seu mestre, pelo contrário ele trouxe o pensamento de seu mestre Platão de volta para terra.
Aristóteles diferente de seu mestre, defende que o Ser ,ou seja, tudo que existe, melhor dizendo a existência em si, possui um atributo que o define , enquanto Platão afirmava que esse atributo era originário(vinha do hiperurânio), pois bem, Aristóteles faz essa mudança afirmando que o Ser possui um atributo definidor que se encontra no próprio ser, ele chama esse atributo de substância e o que é a substância para Aristóteles? A substância é aquilo que d…