FEMINISMO

Olá pensadores! Olá pensadoras! Tudo bem com vocês? Espero que sim, o texto dessa semana, vai falar de um tema bem atual ,  porém ,a causa é antiga, falarem de feminismo.
Motivado por um episódio, que pensei não presenciar, pois,  com o progresso que as mulheres conquistaram  achei que alguns tabus já tinham sido quebrados.
 Bem, foi mais ou menos assim: Estava eu esperando o ônibus para ir para casa , quando veio a condução era uma mulher que estava dirigindo, tinha um senhor na minha frente , deixou eu passar na sua frente e me disse com cara de desdém: - "Não vou nesse ônibus, não confio em mulher dirigindo. Ouvi aquilo, achei um absurdo, pensando que em pleno século XXI existam homens que ainda tem esse pensamento tão arcaico. Ao decorrer da viagem fiquei refletindo a ação daquele sujeito, quando no meio do itinerário uma mulher de meia idade ao entrar no ônibus solta essa perola:- "Olha! Uma mulher no volante"!Que estranho"! E começou a investigar a motorista como se ela estivesse feito algo de errado ao pegar naquele volante.
Cheguei a conclusão que não existe homem machista, existe uma sociedade machista, e a luta da mulher por reivindicar direitos iguais é difícil, pois, tem que mudar todo um padrão da sociedade que vêm a séculos, e graças a Deus vem alcançando grandes vitórias.

O PAPEL DA MULHER NA RELIGIÃO CRISTÃ

E por falar em Deus, no cristianismo a mulher tem um papel importante desde a criação até os dias de hoje. O próprio Deus enfatiza isso, vejamos,: No livro do Gênesis vemos que Deus tirou um pedaço da costela de Adão para fazer a mulher, não tirou do pé para ela não ser humilhada, não tirou da cabeça para ela não ser submissa tirou da costela(parte do lado) para ela fica em pé de igualdade com o homem.
No antigo testamento vemos a história de Débora que de uma simples "bela recatada do lar" foi escolhida para ser Juíza, outra também do antigo testamento, vemos no livro de Esther que usou de sua feminilidade para salvar teu povo da escravidão. No novo testamento vou falar de 2, uma das principais é Maria, co-redentora pois, participa ativamente do plano  salvífico de Deus com seu sim e assumindo as consequências de engravidar antes do casamento a ponto de ser abandonada por José em um primeiro momento, e correr o risco de ser  apedrejada. A outra é Maria Madalena que muitos confundem com a "prostituta", mas não é, na verdade era uma mulher de muitos bens, tanto é que seu nome Madalena vêm do original Magdalena, ou Magnata, ou seja, ela tinha várias posses a ponto de financiar o cristianismo e junto com Pedro movimentavam a igreja, Pedro era responsável pela parte espiritual da coisa, já Madalena cuidava da parte administrativa.
 Então, depois dessas informações, não me venha dizer que a igreja é machista, pois, não é.

    A HISTÓRIA DO FEMINISMO

Sendo tema em boa parte do globo terrestre o feminismo  atrai cada vez mais personalidades públicas em torno de suas pautas sua base fundadora é a equidade de gênero e como disse no início um assunto ainda tabu  nos dias de hoje:
O feminismo se dividi em três ondas e vou tentar explicar para vocês:
Com início  no século XIX a primeira onda feminista foi marcada pela igualdade política e jurídica e levou especialmente mulheres brancas e de classe média, o direito ao voto e a uma vida fora do lar estava entre as principais revindicações.
Nos anos 60 a 70 veio a segunda onda do movimento e com ela o direito ao corpo e ao prazer, regido pelo pensamento da filosofa francesa Simone de Beauvoir com seu livro "O segundo sexo" no qual a autora vai defender a mulher da violência sexual, a homossexualidade e o aborto ( esse último me declaro contra pois, essa ideia de "meu corpo minha regra" não deve funcionar quando tem outro corpo dentro dele)ganharam destaques.Para enfatizar, a luta das mulheres nessa época trago o link da música da cantora Karol conka  que leva o nome lalá onde ela enfatiza que a mulher não quer só dar prazer para o homem , mas, também sentir prazer, naquele tempo mulher falar de sexo era tabu e até então só podia transar em uma única posição se a mulher tentasse algo a mais era considerada puta. Segue aqui o link:https://www.youtube.com/watch?v=t_veXiDyQvU  
Na passagem dos anos 80 as demandas trazidas pelas as mulheres negras são incorporadas, Angela Davis, filosofa, foi uma das principais personagem desse movimento da época, ela traz como reivindicação o gênero de raça e classe fragmentando o discurso universal da-se assim a terceira onda do feminismo.
Ao mostrar que as opressões atinge as mulheres de modo diferentes essa terceira onda feminista trasborda com força na discussões com foco nas questões de desnaturalização de gênero uma desconstrução feita pela própria diversidade humana que desafia a ideia de sujeito com identidade fixa e destinos biológicos, e coloca em revisão o próprio  sujeito do feminismo o resultado é um movimento em constante florescimento marcado por diferentes grupos pratica e ações.
Por isso mesmo falar em feminismo e falar cada vez mais no plural.  

O ERRO DO RADICALISMO E DA PASSIVIDADE

Tem-se que tomar cuidado para que o movimento não se perca pela radicalidade de algumas membras  ou de um relativismo de outras, vejamos exemplo: Estava eu na Unicamp fazendo minha aula presencial da minha pós em Gestão pública quando uma das alunas levanta a bandeira do movimento, no começo tava legal, mas, com o tempo ficou uma coisa chata , pois, tudo para ela era por causa do mundo machista, se têm fome no mundo e por causa do machismo, e aquele discurso que a princípio era motivador, ficou vazio.
O erro pela passividade, é bem notório , é difícil de acreditar mas, existem mulheres que são contra o movimento, talvez pela educação que tiveram ou de achar que a luta é em vão ou até por mal direcionamento religioso.
E mais, para mim soa meio que contraditório a mulher lutar por direito iguais mas, ao mesmo tempo se identificam com a personagem Anastasia Steele de 50 tons de cinzas, uma alpinista social que tem um namorado possessivo e manipulador , que a agride e a rebaixa como ser humano e a trata como objeto, e você vê a sala de cinema cheio de mulheres se identificando com a personagem, sinceramente não entendo.      

   SENDO ASSIM

   Acredito que assim como em várias das lutas por direitos, uma minoria morre pela maioria, mas ,as mulheres vão alcançar seu espaço em várias áreas, já está alcançando, ainda mais se tratando de Brasil aonde elas são maioria. Que a partir de agora depois que você leu esse texto você homem caia de todo preconceito machista e você mulher saiba a se valorizar como pessoa e mulher que você é.
E que você não se espante ao ver uma mulher dirigindo um ônibus ou um caminhão, na política, nas faculdades estudando engenharia civil ou qualquer tipo de engenharia ou jogue futebol melhor que muitos homens.

(Soares de Sousa, Adriano)     
     
     
     

Postagens mais visitadas