FILOSOFANDO O AMOR: PARTE 2

Olá pensadores e pensadoras tudo bem? Espero que sim ,e hoje saúdo os enamorados e as enamoradas desse mundão de meu Deus, até porque como vocês já leram o título desse texto vou falar de amor, pois, o dia dos namorados está chegando  e seria um tema bom para refletimos durante a semana.
 Na mitologia grega  explica porquê as pessoas se apaixonam isso foi relatado em o mito do hermafrodita que aconteceu mais ou menos assim:
 Na Grécia Antiga existia o mito de que, no início dos tempos, os seres humanos eram enormes e redondos, com quatro braços, quatro pernas, duas cabeças e tinham os dois sexos. Eram a criação preferida de Zeus, o rei dos Deuses. Mas ficaram ambiciosos e tentaram roubar o fogo dos deuses.
Zeus, é claro, descobriu. Como castigo, Zeus partiu os seres humanos em dois. Mandou que Netuno costurasse a pele - no lugar do remendo ficou o umbigo. Sem piedade, afastou as metades.
Depois disso, os seres humanos passavam a vida se sentindo incompletos, vagando desesperados pelo mundo, procurando sua outra metade. Quando se encontravam, as metades se abraçavam chorando, ficando assim - abraçados - até morrer. Preocupado, com medo de que os seres humanos simplesmente desaparecessem da face da terra, Zeus criou os órgãos sexuais, para que pudessem se reproduzir enquanto estivessem abraçados. E esta é até hoje a nossa sina: vagar pelo mundo, nos sentindo incompletos, procurando nossa outra metade.  
 Dai vêm o termo "alma gêmea" ou minha "cara metade", e por mais que você fale que não precise de ninguém do seu lado e que você poste em suas redes sociais "sozinha sim, "solteira nunca" ( que no fundo quer dizer que todo mundo está pegando, mas ninguém está assumindo e isso serve para homem também), o ser humano têm necessidade de ter alguém ao seu lado, não que te complete, pois somos seres incompletos cheios de imperfeições,como já dizia o filósofo oriental Confúcio: Não se pode achar todas as qualidades do mundo em uma só pessoa". Mas, procuramos pessoas que vivam conosco aceitando nossas incompletudes  e ajudando a lidar com elas e que possamos retribuir da mesma forma.
  Eu tenho uma tese sobre amor, que em algum tempo irei aprofundar , baseado nas formas de amor na língua grega. No grego existem três formas de falar amor: O filia é o amor entre amigos e membros da família, o Eros o amor de desejo, é eu desejar aquilo que ainda não tenho, e o Ágape que é o amor na gratuidade é você amar simplesmente pelo amor, sem esperar nada em troca, e você torcer para felicidade de tal pessoa amada, mesmo que ela não esteja mais ao seu lado.
E acredito que esse amor ágape sentimos uma só vez, depois disso podemos sentir afinidade,  apego ou  carência afetiva.
Vou dar um exemplo bem claro de um relato que ouvir de uma pessoa ,vou preservar a identidade dele , mas, sua história é real e coloca muito romance de Jonh Green ou Nicholas Sparks  "no chinelo" .
A história começa no interior de Minas e ele contou que se apaixonou pela a filha do fazendeiro e que   ela retribuía os afetos da mesma forma , mas que nunca se declarou oficialmente, pois ela sendo a filha do fazendeiro e ele em suas palavras um "zé ninguém" , não tinha nada para oferece-la.
O tempo passou ele se mudou para a capital conheceu outra pessoa teve filhos, mas, seu sentimento de jovem jamais se acabou. Recentemente o sentimento falou mais forte e ele foi procurá-la em sua terra natal. Chegando lá viu que aquele amor não tinha se perdido, pelo contrário tinha aumentado, trocando conversas, descobriu que ela estava divorciada, pois seu ex-marido a espancava e que assim como ele, ela também não o esqueceu-o.
Bem, vida que segue! Um dia pela manhã, aquele sentimento estava mais forte e arrumando para ir a missa ele me relatou que sentia a presença da amada e até o cheiro dela ele sentia, durante o caminho ele sentiu que alguém estava apertando sua mão, e o pensamento ,agora viraria com as memórias do passado, logo aquela presença forte se foi e ao final da missa ficou sabendo que o amor da sua vida tinha acabado de falecer.
Parafraseando ele,:" Gosto muito da minha esposa, e vou dedicar minha vida a ela , mas o amor da minha vida acabou de falecer".
Todo mundo, já teve um grande amor, e sorte é a sua se nesse dia dos namorados verdadeiramente o amor da sua vida esteja com você, caso contrário você que vai passar o dia dos namorados sozinho, mas tem alguém em mente, não fique triste,  pois como diz na música da banda Cheiro de amor: " Quem foi que disse que pra junto precisa está perto?"O amor transcende barreiras e distâncias .  Se bem ,que tem muita gente que posta que quer um amor , mas , que escolhe demais, e quem muito escolhe acaba não sendo escolhido.
E se você acabou de ele lê esse artigo e achou que é um monte de asneiras,  sinto pena de você , pois  para sentir essa revolta provavelmente, ao longo do seu caminho as pessoas em sua volta não demostraram esse sentimento para com você e só vai amar que já se sentiu amado alguma vez na vida . E para você termino com duas frases, a primeira e do poeta francês Honoré de Balzac que diz: " É tão natural destruir aquilo que não se pode possuir , negar o que se não compreende , insultar o que se inveja". A outra frase e de Freud que diz: " O homem está sempre disposto a negar aquilo que não se compreende" uma dessas coisas é o amor. Feliz dias do namorados!!!!  ( Continua....)
( Adriano Soares De Sousa)
                              

Postagens mais visitadas