Pular para o conteúdo principal

JEAN PIAGET- AS FASES DO DESENVOLVIMENTO

Olá pensadores, tudo bem com vocês? Espero que sim, mais uma vez nos encontramos para refletir , filosofar e aprender um pouco mais.
 O tema hoje continua sendo da série psicólogos filósofos, já aprendemos um pouquinho de Freud aprendemos um pouquinho de Jung, aprendemos também sobre a Logoterapia de Victor Frankl e por último aprendemos sobre Jaques Lacan , e se você leu esse texto no final ,eu disse que o próximo filósofo psicólogo que eu iria falar era Jean Piaget.
Jean Piaget Nasceu no dia 9 de agosto de 1896, em Neuchâtel , na Suíça , frequentou a faculdade da sua cidade natal , onde se formou em biologia e filosofia e foi doutor em biologia com apenas 22 anos de idade.
Anos depois foi para Zurich, onde trabalhou como psicólogo experimental. Lá ele frequentou aulas lecionadas por Jung, e trabalhou como psiquiatra em uma clínica. Essas experiências influenciaram no seu trabalho,logo, começou a misturar métodos  informais de psicologia com os métodos experimentais, mas, depois de casado e que desenvolve suas experiências empíricas nas suas filhas que chamamos de método clinico piagetiano e sobre eles que falaremos agora.
  Sua teoria pressupõe que os seres humanos passam por uma série de mudanças ordenadas e previsíveis as quais denominam estágios e períodos do desenvolvimento. Para Piaget esses estágios caracterizam pelas diferentes maneiras do indivíduo interagir com a realidade, ou seja, de organizar seus conhecimentos, visando sua adaptação, ocorrendo assim modificações  progressivas dos esquemas de assimilação e acomodação. 
Piaget mostrou que os seres humanos se desenvolve a partir de interações com o mundo e o aprendizado é um processo gradual e para descrevê-lo elaborou a teoria do desenvolvimento intelectual por estágios, cujo o ponto de partida e a posição egocêntrica, ou seja, aquela em que a criança não distingue a existência de um mundo externo separado de si próprio.
 Na linguagem o egocentrismo corresponde ao período em que a criança não vê necessidade de explicar aquilo que diz , pois têm a certeza de está sendo entendida ,ou quando atribui seus próprios desejos e características a coisas externas; a partir do egocentrismo Piaget descobriu que a inteligência forma-se por meio de adaptações, quando o esquema se torna-se insuficiente para responder a novidade,ele é modificado, dessa forma a interação com o mundo externo vai reduzindo gradualmente o egocentrismo .
Na sua teoria biológica sobre a construção do conhecimento humano Piaget divide em quatro períodos o processo de desenvolvimento cognitivo da criança.

    1) SENSÓRIO MOTOR

Essa fase vai dos 0 até os 2 anos,  Nessa etapa a criança baseia-se exclusivamente em percepções sensoriais e em esquemas motores para resolver seus problemas que são essencialmente práticos ; embora a criança já tenha uma conduta inteligente, considera-se que ela ainda não possui um pensamento, pois, nessa idade ela se dispõe da incapacidade de representar eventos, de evoca o passado ou se deferir ao futuro.
Os esquemas sensoriais motores são construídos a partir de reflexo inatos usados pela criança para lidar com o ambiente, sendo assim, sua participação de atividade no seu meio, a criança vai construído e organizando noções ; nesse mesmo período as concepções de espaço, tempo e casualidade começam a ser construídas , possibilitando-a  novas formas de ações práticas para lidar com meio aonde ela vive.

2) PRÉ-OPERACIONAL

Esse período é marcado pelo aparecimento da linguagem oral , por volta dos 2 anos e ele vai até os 8 anos da criança, a qual dá possibilidades da criança construir esquemas e ações interiorizados , da-se o nome de esquema representativo ou simbólico. Nessa fase a criança pode substituir objetos, ações, situações e pessoas por símbolos que são as palavras. O pensamento pré-operatório recebe também o nome de pensamento egocêntrico , tem como ponto de referência a própria criança. Outra característica é o animismo que nada mais é do que a criança atribuir sentimentos a animais, a percepção imediata é que a criança tem dificuldade de trabalhar a igualdade, que fazer a experiência ?Pede para teu filho dividir alguma coisa , ele vai partir em uma medida errada e com certeza a maior parte ficará com ele.

3) OPERATÓRIO - CONCRETA

Ela começa por volta dos 7 a 8 anos de idade, é a criança começa a adquirir um pensamento lógico e objetivo , essa fase vai até por volta dos 12 anos ; ao longo dela, as ações interiorizadas vão se tornando cada vez mais reversíveis, portanto, moveis e flexíveis. O pensamento fica menos egocêntrico e a criança é capaz de construir um conhecimento mais compatível com o mundo que a rodeia; o real e o fantástico não mais se misturaram na sua percepção.

4) OPERATÓRIA-FORMAL

Ela começa entre os 12 a 13 anos de idade; a principal característica dessa etapa é que o pensamento do já adolescente fica livre das limitações da realidade concreta , nessa etapa o raciocínio lógico está aflorado,ocorrendo assim, a libertação das amarras do mundo concreto, permitindo então o adolescente não só trabalhar com o pensamento concreto ,mas, também com a realidade possível.
E você gostou do texto? Espero que sim ! Divulgue ele para aquele pai ou mãe que está com dificuldade de lidar com os filhos, ou com aquele educador(a) , ou pode usá-lo para fazer aquele trabalho na escola ou na faculdade.
Encontro vocês na semana que vêm, até lá abraços.
(Soares de Sousa , Adriano)                                   

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A JORNADA DO HERÓI: JESUS CRISTO

Quem nunca gostou de ouvir, lê ou assistir história de heróis ?
Há milênios contamos histórias que falam de personagens   que foram peças importantes, e até hoje estão marcados na memória de cada um que as conhece, geralmente essas histórias estão cheias de ação emoção, pois elas estão cheias de ingredientes  que preenchem a nossas expectativas.
Na maioria das vezes o personagem principal deve superar algumas etapas para se demonstrar como verdadeiro herói, independente da cultura ou do mito que será contado, sempre o herói têm um ciclo a ser seguido isso desde a história mais antigas de Homero e Hesíodo com seus contos até as aventuras da DC e MARVEL.
Pensando nisso  o estudioso e especialista em mito Joseph  Campell cria um modelo de como seria passo a passo do percurso de transformação do homem comum em Herói com todas as provações que surgem no caminho. A jornada do herói e muito utilizada em roteiros de cinema e seriados, e livros de super-heróis, e o meu principal objetivo(e de…

A DEPRESSÃO E SUA BANALIZAÇÃO NO MUNDO ATUAL

A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. O conceito patológico , entre os sintomas, ha presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima que aparecem  muitas das vezes compiladas.
Ao contrário do que normalmente se pensa os fatores psicológicos e sociais, são consequência e não a causa da depressão.
Mas o quero ressaltar aqui e a banalização dessa doença que é tão seria e que se não for tratada pode levar a morte, sim! morte!!! De acordo com a OMS(Organização Mundial de Saúde) a depressão atinge hoje quase 7% da população mundial cerca de 400 milhões de pessoas.
Vendo que o assunto é sério atualmente a depressão e colocada como algo  banal e muitas das vezes a pessoa que apresenta essa patologia e encarada como fazedora de manha,que está com frescura e o pior é aquele que fala: "nossa, isso é falta de Deus" se fosse assim padre e pastores não entrariam nunca em depressão. Muitas das vezes nas redes sociais esse termo é banali…

ATO ,POTÊNCIA E ACIDENTE

Olá pensadores! Tudo bem com vocês ? Espero que sim, e mais uma vez nos encontramos aqui nesse humilde blog, rumo ao texto de número cem .
Hoje quero voltar a série clássicos da filosofia  e falar desse filósofo que viveu antes de Cristo, mas seus ensinamentos ajudaram muito na forma de pensar da igreja cristã, iremos falar de Aristóteles.
O que muitos não sabem é que Aristóteles foi discípulo de Platão e como discípulo ele não seguiu nada de seu mestre, pelo contrário ele trouxe o pensamento de seu mestre Platão de volta para terra.
Aristóteles diferente de seu mestre, defende que o Ser ,ou seja, tudo que existe, melhor dizendo a existência em si, possui um atributo que o define , enquanto Platão afirmava que esse atributo era originário(vinha do hiperurânio), pois bem, Aristóteles faz essa mudança afirmando que o Ser possui um atributo definidor que se encontra no próprio ser, ele chama esse atributo de substância e o que é a substância para Aristóteles? A substância é aquilo que d…