SOBRE NARCISISMO EM REDE SOCIAIS

Olá pensadores! Olá pensadoras ! Tudo bem com vocês? Espero que sim! O tema de hoje eu acredito que vai mexer com cada um de nós, pois, cada um tem seu momento de narcisismo e com as redes sociais em alta isso mais do que nunca está aflorado e nítido .
Mas, para começar acredito que muita gente ainda não sabe o que é narcisismo, logo, irei começar a contar o mito de Narciso. Existem várias versões desse mito mas, a que mais se encaixa no tema e essa:

Quando Narciso nasceu, sua mãe consultou o adivinho Tirésias que lhe predisse que Narciso viveria muitos anos desde que nunca conhecesse a si mesmo. Narciso cresceu tornando-se cada vez mais belo e todas as moças e ninfas queriam seu amor, mas ele desprezava a todas. Certo dia, enquanto Narciso descansava sob as sombras do bosque, a ninfa Eco se apaixonou por ele. Porém tendo-a rejeitado, as ninfas jogaram-lhe uma maldição: - Que Narciso ame com a mesma intensidade, sem poder possuir a pessoa amada. Nêmesis, a divindade punidora, escutou e atendeu ao pedido.


Naquela região havia uma fonte límpida de águas cristalinas da qual ninguém havia se aproximado. Ao se inclinar para beber água da fonte, Narciso viu sua própria imagem refletida e encantou-se com sua visão. Fascinado, Narciso ficou a contemplar o lindo rosto, com aqueles belos olhos e a beleza dos lábios, apaixonou-se pela imagem sem saber que era a sua própria imagem refletida no espelho das águas.

Por várias vezes Narciso tentou alcançar aquela imagem dentro da água mas inutilmente; não conseguia reter com um abraço aquele ser encantador. Esgotado, Narciso deitou na relva e aos poucos seu corpo foi desaparecendo. No seu lugar, surgiu uma flor amarela com pétalas brancas no centro que passou a se chamar, Narciso.

A palavra Narciso vem do Grego Narké  que dá origem a palavra narcótico que significa entorpecimento e isso acontece a todo momento conosco nos tempos atuais.
Segundo a teoria freudiana, é normal e esperado que o narcisismo presente no desenvolvimento de todos nós , mas, a forma como é vivenciado na infância; influenciará nas outras fases da vida. Por exemplo, caso  ocorra narcisismo em excesso na infância o indivíduo  ficará voltado para si , logo, terá dificuldades de estabelecer vínculos mais profundos.  
Hoje acontece o "show do eu" e o espetáculo de si, esse fenômeno e novo e vemos isso muito nas rede sociais e parece ser uma demanda do mundo contemporâneo, que é um mundo midiático, tudo hoje é motivo de  ser notícia:  O que eu como! ,O que eu visto! , Aonde eu malho!, Pra onde eu viajo ! E por falar em viagem chega ser engraçado, pois noto que as pessoas estão mais preocupadas em tirar selfies , do que apreciar o lugar de fato. 
Como já disse, nesse show do eu nas redes sociais é necessário aprovação dos outros, e meu valor diante daquilo que me apresento. E como eu consigo medir meu show? através dos likes, dos comentários,  quer um exemplo? Uma menina que posta foto com "decotão " sabe que a resposta vai ser imediata, sabe que vai ter um monte de marmanjo comentando: linda ! E o seu ego será preenchido. Tem uma música de Caetano que fala : "Narciso odeia tudo aquilo que não é espelho" atualizando-a  Narciso odeia tudo aquilo que não é celular.
Nessa brincadeira o outro na rede social só serve para me dar apoio, para confirma que tenho um valor, mas, ao mesmo tempo gera equívoco, pois, parece que esse eu tão enfático e narcísico soa de forma soberba e arrogante e muito seguro de si , mas, que na verdade está enfraquecido, não tem uma espessura suficiente.   
Não há uma reposta que soluciona tal problema, pois não há possibilidade de viver na atualidade sem os benefícios que a tecnologia nos proporciona. Numa práxis talvez podemos realizar algumas mudanças sociais como a mudança do comércio da imagem e da centralidade do eu no consumo. 
A mudança do espetáculo e do narcisismo possibilitará que os vazios existenciais não se tornem maiores ainda e que os pequenos não se alarguem.
Uma dica vem do filósofo Sócrates, que diz que não devemos ficar preocupado com a nossa beleza assim como Narciso, mas , sim com a nossa alma.
 Que nossas redes realmente sejam sociais e menos egoístas e individualistas, pois se continuarmos assim morreremos afogados em nós mesmos igual a Narciso.
(Soares de Sousa, Adriano) 
    
               

Postagens mais visitadas