MUNDO BIG BROTHER

Olá pensadores ! Tudo bem com vocês? Espero que sim! E hoje queria cumprimentá-los estilo Pedro Bial já que o tema faz referência ao Big Brother , mas, me falaram que  ele não é mais apresentador do programa.
Talvez você lendo o nome desse texto , veio em sua mente que eu irei fazer comentários sobre o programa, desde já, se for esse seu pensamento sinto muito , mas não é bem do programa que irei falar.
Bem , para começo de conversa queria dizer que no momento que você clicou para ler esse texto , alguém já tem essa informação, e eu já tenho esse blog a mais de 2 anos, logo se você é meu leitor fiel , o algoritmo da sua internet já deduziu que você gosta de textos filosóficos.
Posso te dar outro exemplo , hoje ao usar seu cartão de crédito sua compra foi gravada, e alguém tem acesso a isso. No mundo moderno o controle, vigilância e assim com a extrema visibilidade, talvez seja a principal característica que temos que entender. Olhando a partir disso me faz lembrar de um filósofo já citado aqui no blog: Michel Focault , muito antes das tecnologias de comunicação, Focault já trabalhava a ideia de que umas das características da sociedade contemporânea era justamente esse paradoxo entre a visibilidade e a extrema vigilância. Quando você é visto isso significa que você pode ser julgado , por isso mesmo, a humanidade durante muito tempo desenvolveu proteção  que era uma ideia de privacidade, aquilo que acontece no espaço privado estava longe do olhar, já hoje em dia estamos vendo o que parece ser uma diluição dessa barreiras do que é público e do que é privado.
Mesmo quando você está no seu espaço da sua escolha pessoal fazendo uma compra, além de você querer registrar esse momento no stories do instagram, quando você passa o seu cartão no caixa essa compra vai ser registrada, e lá a funcionária vai ter todas as suas informações privadas .
E Michel Focault já vinha nos alertando dessa vigilância  que caracteriza a sociedade contemporânea isso pode causar dos problemas mais sérios aos mais engraçados, portanto, você menina que fica mandando nudez ,seu nudez pode estar sendo visto em algum site pornográfico mundo a fora.
Vou dar um exemplo que aconteceu comigo: Certa vez eu trabalhando com vendas de planos para telefone móvel , a ligação caiu para um rapaz que duvidava que eu era um representante da operadora , para dar credibilidade a minha fala citei o nome completo dele, ele confirmou , citei o CPF completo dele , ele confirmou, e na empresa existe um histórico de ligações tanto daquelas que você faz quanto a que você recebe, eu citei as 3 últimas , e um desses números ele reconheceu como de um ex-namorado da sua esposa, ele fez a junção dos fatos e lembrou que sua esposa fez uso do seu telefone e viu que estava sendo traído, e ainda me agradeceu , falou que eu era o anjo que tinha aparecido pra ele.
Moral da história meu computador sabia mais da vida dele que o próprio.
Esse poder, Focault  citando um filósofo do século XIX  chamado Jeremy Bentham , ele vai chamar isso de poder panóptico  (pan=totalidade, óptico= olhar)  a ideia que o olhar está em todo lugar , pode ser, que hoje em dia os melhores exemplos do poder panóptico ,está na imensa quantidade de câmeras ,  que independente de onde estamos lá estão elas: No shopping, no banco, na rua e no condomínio, estamos sendo filmados. Será que nos sentimos  mais seguros , sendo vigiado o tempo todo? Não sei, talvez o excesso de segurança possa de alguma maneira levar nosso lado pessoal a uma certa insegurança e por que não, se sentindo invadido na nossa privacidade.
Gostou do texto? Espero que sim, e indique ao algoritmo da sua internet que você ama esse blog e acesse os outros texto , e compartilhem!
(Soares de Sousa, Adriano)                

Postagens mais visitadas