Pular para o conteúdo principal

O QUE É BEHAVIORISMO ?

Olá pensadores! Tudo bem com vocês? Espero que sim! Hoje último final de semana do mês de Abril, será também  o último texto sobre psicólogos filósofos ( até segunda ordem) e vimos aqui várias escolas  de psicologia mas, estava faltando uma aliás, a mais popular de todas se tratando de Brasil , boa parte dos formandos de psicologia aderem a esse método de analise a qual é chamada de BEHAVIORISMO,  e será o tema de hoje.
O behaviorismo foi uma força dominante na psicologia por mais de cem anos . De Ivan Pavlov (1849-1936) a Burrhus Frederic Skinner (1904-1990), que negou que as pessoas tinham livre- arbítrio  ou autonomia moral. O behaviorismo, em formas ligeiramente diferente, dominou as pesquisas de pensamentos psicológico  por cinquenta anos. Para motivo de curiosidade behaviorismo vêm da palavra inglesa behavior , que inglês significa comportamento ou conduta.
Os behavioristas foram grandes inimigos dos psicólogos da Gestalt, dos psicanalistas e dos psicólogos humanistas. O fundador do behaviorismo,  John B. Watson, abandonou o que chamavam de "introspecção" .
O behaviorismo era a ciência que do que era possível, a exclusão de todo resto, observar e medir de maneira confiável: o comportamento. Essa abordagem celebrava o empirismo ingênuo.
As origens filosóficas do behaviorismo se fundamentam em vários movimentos filosóficos, como positivismo lógico e o empirismo britânico ( que veremos em breve). Os positivistas lógicos insistiam no princípio da verificação, segundo o qual os conceitos mentais na verdade se referem a tendências comportamentais, de modo que podem e devem ser especificados em termos de comportamento. Os empiristas britânicos insistiam que entendemos o mundo por meio da experimentação e da observação.
Os behavioristas que afirmam que sua psicologia é a psicologia do comportamento, argumentam que é possível compreender os processos psicológicos sem qualquer referência a eventos mentais internos como crenças ou memórias. Eles argumentam com fervor que todo vocabulário relativo a estados internos, mentais, pode ser completamente erradicado da psicologia e substituído por conceitos estritamente  comportamentais. O behaviorismo pretende ser conhecido como uma ciência natural como a física por exemplo .

BEHAVIORISMO CLÁSSICO

Essa abordagem desenvolveu seu próprio jargão. Assim, se cães e gatos forem alimentados depois de executar uma tarefa  como por exemplo empurrar uma alavanca ou se movimentar de uma determinada maneira quando um som é tocado ou uma luz é acesa, eles são propensos a repetir esse comportamento. Desse modo, ou o som ou a luz são estímulos discriminativos, realizar o movimento ou pressionar a alavanca são as respostas, a comida é o reforço e as ações repetidas são histórias de aprendizagem.

BEHAVIORISMO METODOLÓGICO

É uma doutrina que determina como conduzir pesquisas científicas, aceitáveis e empíricas. De acordo com essa abordagem, os eventos mentais internos são entidades privadas irrelevantes. O behaviorismo usa e abusa dos termo " análise experimental do comportamento". Existem vários trabalhos acadêmicos com esse termo.

BEHAVIORISMO RADICAL

Talvez seja a abordagem comportamental mais conhecida e tem como principal defensor B. F. Skinner. Ele escreveu romances sobre utopias behavioristas e criou a própria filha de acordo com rigorosos princípios de suas crenças. O behaviorismo radical não aceitava a existência e a experimentação de estados mentais. Além disso, essa versão do behaviorismo não aceitava que os sentimentos causam comportamento, mas sim que alguns comportamentos podem ser manifestações de sentimentos.

A TEORIA DA APRENDIZAGEM SOCIAL

Albert Bandura (1925) desenvolveu a teoria da aprendizagem social, também chama de teoria social-cognitiva, uma elaboração do behaviorismo puro ou radical. Como todos os behavioristas, ele enfatiza o papel de aprendizagem social, acreditando que só podemos realmente entender(e, portanto, prever)  o comportamento de uma pessoa quando levamos em consideração todos os fatores do ambiente ou contexto social físico no qual ela se encontra, por opção ou acidente.
A abordagem de Bandura inclui vários conceitos importantes. O primeiro conceito é aprendizagem observacional ou modelagem. A ideia é que muitas vezes aprendendo observando e imitando pessoas que agem como modelos. Dessa forma, obtemos um reforço indireto quando vemos outros sendo recompensados ou punidos por suas ações. Daí o poder da televisão e dos filmes para incentivar mudanças de comportamento ao mostrar atores atraentes e confiáveis realizando determinadas funções para receber recompensas.

Bem, espero que vocês tenham gostado e acompanhe aqui os outros textos que falo de "filósofos psicólogos" , não sou formado na área mais gosto muito do tema, e a psicologia está por toda parte na sociedade de hoje. Do programa de entrevista até o design do seu carro,tudo isso foi objeto de pesquisas psicológicas e foi influenciado por elas. Agradeço sua companhia e até semana que vem.
(Soares de Sousa, Adriano)
Referências bibliográficas:  O mito da liberdade, B.F Skinner.Sobre o behaviorismo, B.F. Skinner. Behaviorismo, J. B Watson.                

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A JORNADA DO HERÓI: JESUS CRISTO

Quem nunca gostou de ouvir, lê ou assistir história de heróis ?
Há milênios contamos histórias que falam de personagens   que foram peças importantes, e até hoje estão marcados na memória de cada um que as conhece, geralmente essas histórias estão cheias de ação emoção, pois elas estão cheias de ingredientes  que preenchem a nossas expectativas.
Na maioria das vezes o personagem principal deve superar algumas etapas para se demonstrar como verdadeiro herói, independente da cultura ou do mito que será contado, sempre o herói têm um ciclo a ser seguido isso desde a história mais antigas de Homero e Hesíodo com seus contos até as aventuras da DC e MARVEL.
Pensando nisso  o estudioso e especialista em mito Joseph  Campell cria um modelo de como seria passo a passo do percurso de transformação do homem comum em Herói com todas as provações que surgem no caminho. A jornada do herói e muito utilizada em roteiros de cinema e seriados, e livros de super-heróis, e o meu principal objetivo(e de…

SOBRE NARCISISMO EM REDE SOCIAIS

Olá pensadores! Olá pensadoras ! Tudo bem com vocês? Espero que sim! O tema de hoje eu acredito que vai mexer com cada um de nós, pois, cada um tem seu momento de narcisismo e com as redes sociais em alta isso mais do que nunca está aflorado e nítido .
Mas, para começar acredito que muita gente ainda não sabe o que é narcisismo, logo, irei começar a contar o mito de Narciso. Existem várias versões desse mito mas, a que mais se encaixa no tema e essa:

Quando Narciso nasceu, sua mãe consultou o adivinho Tirésias que lhe predisse que Narciso viveria muitos anos desde que nunca conhecesse a si mesmo. Narciso cresceu tornando-se cada vez mais belo e todas as moças e ninfas queriam seu amor, mas ele desprezava a todas. Certo dia, enquanto Narciso descansava sob as sombras do bosque, a ninfa Eco se apaixonou por ele. Porém tendo-a rejeitado, as ninfas jogaram-lhe uma maldição: - Que Narciso ame com a mesma intensidade, sem poder possuir a pessoa amada. Nêmesis, a divindade punidora, escutou …

A DEPRESSÃO E SUA BANALIZAÇÃO NO MUNDO ATUAL

A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. O conceito patológico , entre os sintomas, ha presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima que aparecem  muitas das vezes compiladas.
Ao contrário do que normalmente se pensa os fatores psicológicos e sociais, são consequência e não a causa da depressão.
Mas o quero ressaltar aqui e a banalização dessa doença que é tão seria e que se não for tratada pode levar a morte, sim! morte!!! De acordo com a OMS(Organização Mundial de Saúde) a depressão atinge hoje quase 7% da população mundial cerca de 400 milhões de pessoas.
Vendo que o assunto é sério atualmente a depressão e colocada como algo  banal e muitas das vezes a pessoa que apresenta essa patologia e encarada como fazedora de manha,que está com frescura e o pior é aquele que fala: "nossa, isso é falta de Deus" se fosse assim padre e pastores não entrariam nunca em depressão. Muitas das vezes nas redes sociais esse termo é banali…