SER OU NÃO SER: EIS A QUESTÃO!

 Olá pensadores! Tudo bem com vocês? Espero que sim, e não é que nos encontramos aqui mais uma vez! Isso para mim é motivo de muita alegria e dá sentido ao meu ser.
Ser! Eis a questão que causa crise existencial de qualquer pessoa ,questão se prolonga desde a época de Parmênides e Heráclito e vai até os dias de hoje , afinal : "Ser ou não ser: Eis a questão!"
Essa frase de Hamlet até hoje aparece em nossas vidas, pois somos construtores da nossa própria história , mas para a concretização de cada passo desta história temos que tomar muitas decisões durante a caminhada, e é nessa hora que o "bicho pega"! Qual direção seguir? Que rumo tomar? E se eu escolher o caminho errado? Quem vai me ajudar? Essas e outras interrogações vão tomando conta de nossa mente e como respondê-las?
 Não tenho a pretensão de dar uma receita que resolva as questões apresentadas acima, até porque se eu tivesse, minha vida seria menos melancólica, na verdade , quero contribuir com algumas reflexões que possam ajudar a tomar decisões com mais segurança. Vivemos na pós-modernidade e os avanços tecnológicos cada vez maiores e mais rápidos não permitem que esperemos o amanhã ; tem que ser agora, não há tempo a perder. O resultado imediato, sem muitos processos que tomem muito tempo. Esse modelo de vida traz novos valores as pessoas: O culto ao ter, o consumo exagerado e apego a individualidade.
  Influenciado por essa sociedade, acreditei que o importante era listar metas a serem atingidas durante um período por mim estipulado; então, dividia alguns campos da minha vida para família, o trabalho, lazer etc; para cada um deles traçava metas a serem alcançadas , me sentia realizado e com sensação de missão comprida, mas quando não atingia a meta no prazo estabelecido meu sentimento era de frustração. Notei que algo estava errado, faltava algo na minha lista de metas.... O que chamo de lista de metas era minha tentativa de escrever um PROJETO DE VIDA , então comecei a conhecer melhor como acontece a elaboração do projeto e me dei conta de que minha vaga lista de metas realmente não era a maneira mais adequada para vivência de um comprometimento maior com a vida.
 Projetar a vida é sinal de esperança e de que é possível sonhar, mas sonhar com os pés na realidade , conhecendo muito bem o chão que se pisa e , aos poucos  você se dá conta de que planejar a vida é um processo contínuo de aprendizado individual e grupal. Não é possível fazer história sozinho; à medida que vamos nos conhecendo profundamente nos abrimos com transparência para nos relacionar com os outros.
   Para  construção do projeto de vida, precisamos conhecer mais profundamente nossos desejos, medos e inquietações , definir o eixo central desse projeto, qual é a base, o que fundamenta e dá sentido a minha vida e a partilha com o meu próximo, com grupos de convívio com certeza vão me ajudar a caminhar. Ao colocarmos nossas vidas nas mãos de Deus, compreendemos a grandeza do projeto d'Ele e seu grande amor.

E agora, ser ou não ser?

O projeto de vida e um processo contínuo de crescimento, de conhecimento das próprias potencialidades. O que permite ter clareza de quem eu sou? O que dá sentido a minha vida? Como me relaciono com o outro ? Qual é o meu papel na sociedade? Deus convida a cada um de nós a viver de acordo com o seu projeto de vida e também da total liberdade para fazermos nossas escolhas, as nossas vidas estão primeiramente em nossas mãos e somente cada um de nós cabe colocá-las nas mãos de Deus e deixá-lo fazer parte de todos os momentos de nossas vidas.
(Soares de Sousa, Adriano)
        

Postagens mais visitadas