Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2018

A LIBERDADE EM SANTO AGOSTINHO

Olá pensadores! Tudo bem com vocês? Comigo está tudo bem graças a Deus! E quem diria, chegamos ao fim do ano, e para finalizar 2018 com chave de ouro, trago o fim da série liberdade com o nosso último filósofo Santo Agostinho de Hipona. E como é de praxe nesse blog, toda vez que citamos um filósofo pela primeira vez , fazemos uma sessão Leão Lobo com ele, e com Santo Agostinho não vai ser diferente. Cidadão romano do Norte da África, nascido em Tagasta no ano de 354, (hoje Argélia) , estuda em Cartago essencialmente retórica e literatura e descobre sozinho a filosofia, lendo Cícero e frequentando os maniqueístas. Tendo recebido uma educação cristã da mãe , volta-se naturalmente a bíblia , mas o  , mas o antigo testamento parece, em sua juventude , uma obra bárbara e irracional, e o cristianismo, uma religião de gente simples e inculta. Depois de ocupar com brilho uma cátedra de retórica , vai para Roma , depois para Milão. Decepcionado tanto com o maniqueísmo como com o ceticismo da …

A LIBERDADE EM ESPINOSA(DETERMINISMO)

Olá pensadores! Tudo bem com vocês? Espero que sim! Bem estamos em ritmo de férias( eu pelo menos) e com ele vêm as festas de fim de ano, como prometi no texto passado vamos dar sequência a série liberdade, hoje com o filósofo holandês Espinosa, mas antes , como vai ser a primeira vez que falo especificamente dele no blog, irei falar um pouquinho de sua biografia. Baruch Espinosa nasceu em Amsterdam em 1632, numa família judia de origem espanhola, cujo os ascendentes, que haviam antes migrado para Portugal, juntaram-se depois a comunidade judaica de Amsterdam. Aos 24 anos como não podia mais exercer uma profissão liberal, por ter sido excomungado tanto pelos judeus quanto pelos cristãos devido a recusar qualquer filiação religiosa, aprende o oficio de alfaiate e polidor de vidros, atividades de que passará a viver (até porque ninguém fica rico filosofando) . Nesse período escreve o Breve tratado sobre Deus, O tratado da reforma da inteligência e os princípios da filosofia de Descarte…

SARTRE (PARTE 3): O CONCEITO DE LIBERDADE

Olá pensadores! Tudo bem com vocês? Comigo está tudo bem graças ao bom Deus! Já estava com saudades, e confesso que com um pouco de preguiça de escrever, mas eis-me aqui, e aproveitando a série sobre Sartre a encerraremos e daremos sequencia a outra temática isso tudo em apenas um único texto. Explico: Hoje encerraremos Sartre falando do seu pensamento sobre liberdade e hoje também começaremos a série de texto que fala sobre liberdade, além de Sartre teremos aqui o pensamento de liberdade de Santo Agostinho e o Pensamento de Espinosa, então não vamos perder tempo , senta que lá vêm história.
Partindo das propostas existencialistas sartrianas de que o homem é construtor de si mesmo e de que a existência precede a essência, podemos afirmar que o homem é causa de si, se faz mediante suas escolhas. Essa escolha segundo Sartre , está fundamentada na liberdade , e isso leva o homem a ser fruto da liberdade.  Assim, vê-se que a liberdade não é algo que pertence à essência do ser humano, mas…