Pular para o conteúdo principal

FILOSOFANDO A CRISE NA VENEZUELA

Olá pensadores, tudo bem com vocês? Comigo está tudo bem graças a Deus, estou um pouco triste devido os últimos acontecimentos. Moro em Sarzedo cidade vizinha de Brumadinho e ontem aconteceu um ecocídio, uma barragem de rejeito de minério rompeu trazendo muito prejuízo ambiental e familiar, muitas vidas foram ceifadas, e fica a pergunta até quando? Bem, eu pensei em produzir algum texto falando do tema, mas agora estou com raiva e triste e provavelmente falarei mais com o coração do que com a razão,portanto vou esperar apurar os fatos e acompanhar os acontecimentos para ai sim produzir algo.
Como falei no texto de comemoração dos 3 anos do blog, durante esse ano falaremos muito de coisas da atualidade, e quem acompanha os noticiários está vendo a bagunça que está acontecendo com o nosso vizinho a Venezuela. Vou então falar sobre o tema e tentar explicar porque o país chegou a esse ponto.
Para fazer uma analise centrada irei dividir em três pontos: 1) A ECONOMIA: A Venezuela ela é totalmente dependente da sua produção de petróleo se eu não me engano, o país é  o maior produtor de petróleo do mundo, alguns especialistas em economia irão dizer que a Venezuela sofre do que chamamos de "maldição da matéria prima"  e quando o governo só prioriza uma renda para o país, e foi isso que durante muito tempo o governo Venezuelano priorizou só o petróleo e esqueceu de investir na agricultura no comércio na industria. Quando chegou 2014 chega com ele a crise mundial do petróleo, para se ter uma ideia o preço do barril despencou de US$ 114,00  para US$ 48.00. Agora pensa nas consequência que isso pode causar em um país que toda sua fonte de renda é o petróleo.
Vendo a crise petrolífera a Venezuela começou a produzir menos petróleo, para se ter uma ideia quando em 1999 o presidenciável da época Hugo Chaves assumiu o país pela primeira vez, a Venezuela produzia mais de 3 milhões de barris por dia, atualmente ela produz cerca de 1 milhão e meio. Mais o que aconteceu para chegar a esse ponto? Posso citar aqui a má estrutura das refinarias (má administração) até a questão do controle de preços para segurar a inflação do país.
2) POLÍTICAS NACIONALISTAS: Essas políticas nacionalistas era contra as multinacionais que investiam no setor, companhia como a ExxonMobil não aceitavam e tiveram seus direitos de exploração cassados e confiscados e até hoje não teve nenhuma resolução para o problema.
3) CORRUPÇÃO: A justiça Venezuelana já processou 90 pessoas na estatal do petróleo( qualquer semelhança com um país cuja a bandeira é verde e amarela é mera coincidência #sqn) . 4) A VENDA DE PETRÓLEO ABAIXO DO PREÇO DE MERCADO: Principalmente para os países caribenhos que eram aliados de Hugo Chaves . 5) SANÇÕES IMPOSTAS PELO E.U.A: Isso dificulta os Venezuelanos a pegar dinheiro emprestado no exterior e a venda de ativos para tentar reduzir a crise , Nicolás Maduro foca muito nisso no seu discurso,mas os especialistas em economia falam que essa penalização não é tão decisiva assim quanto o Maduro diz, aliás para motivo de curiosidade os E.U.A.  continua comprando petróleo da Venezuela, com o pretexto de não agravar a crise do país, a quem diga também que se os norte-americanos pararem de compra o petróleo da Venezuela, o preço da gasolina nos "States" iria aumentar.
Existe também outros aspectos como por exemplo a independência das instituições. A acusações que dizem que lá na Venezuela não existe independência nos três governos( executivo, legislativo e judiciário). Vamos começar falando do legislativo, em 2015 o chavismo perdeu controle do parlamento, depois de acusações que a oposição estava tentando derrubá-lo por meio de um golpe, o presidente Nicolás Maduro, convocou uma assembléia nacional constituinte, na prática é uma manobra para tirar todo o poder do legislativo comandado pelos opositores, sendo assim, criar uma instância paralela de decisão que funciona junto com o judiciário que é acusado pela oposição de ser totalmente chavista. E sempre bom lembrar que Hugo Chaves aumentou o número de integrantes do STF venezuelano para ele ter uma maioria de juízes indicados por ele.
Comparando com o nosso Brasil no impeachment da Dilma por exemplo, o congresso votou pela então presidente e essa decisão foi respaldada pela justiça. Para terminar irei falar do papel do exercito e da imprensa. O exercito garantindo a sobrevivência do chavismo e a imprensa não podendo se manisfestar livremente, a Venezuela têm uma forte presença do exercito no governo, Chaves foi coronel do exercito e para quem não lembra antes de ele ser eleito, tentou dar um golpe militar em 1992. Quando eleito ele colocou vários militares para seu governo(mais uma vez qualquer semelhança com o um presidente recém eleito no Brasil é mera semelhança!Aguardem) e colocou generais para administrar um monte de estatal, para ficar mais claro o presidente da estatal do petróleo é um general. Em abril de 2002  houve uma tentativa de golpe por parte do empresariado venezuelano que chegou assumir brevemente o poder, mas ai os militares leais ao Chaves conduziram ele de volta ao poder. A imprensa que poderia delatar ou investigar os acontecidos, sofre um forte poder de controle sobre os meios de comunicação, os que eram de oposição foram fechados ou comprados por chavistas.
Bem o resultado de tudo isso é o êxodo venezuelano, milhares de pessoas estão atravessando as fronteiras, principalmente do Brasil e da Colômbia fugindo da fome.
Nessa última semana o líder da oposição Juan Guaídó se proclamou o novo presidente interino da Venezuela durante protesto de milhares de pessoas contra Nicolás Maduro, ele foi reconhecido por vários países entre eles Brasil e E.U.A. Agora nos resta ver as cenas dos próximos capítulos.
(Sousa, Adriano Soares de)                                                    

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A JORNADA DO HERÓI: JESUS CRISTO

Quem nunca gostou de ouvir, lê ou assistir história de heróis ?
Há milênios contamos histórias que falam de personagens   que foram peças importantes, e até hoje estão marcados na memória de cada um que as conhece, geralmente essas histórias estão cheias de ação emoção, pois elas estão cheias de ingredientes  que preenchem a nossas expectativas.
Na maioria das vezes o personagem principal deve superar algumas etapas para se demonstrar como verdadeiro herói, independente da cultura ou do mito que será contado, sempre o herói têm um ciclo a ser seguido isso desde a história mais antigas de Homero e Hesíodo com seus contos até as aventuras da DC e MARVEL.
Pensando nisso  o estudioso e especialista em mito Joseph  Campell cria um modelo de como seria passo a passo do percurso de transformação do homem comum em Herói com todas as provações que surgem no caminho. A jornada do herói e muito utilizada em roteiros de cinema e seriados, e livros de super-heróis, e o meu principal objetivo(e de…

SOBRE NARCISISMO EM REDE SOCIAIS

Olá pensadores! Olá pensadoras ! Tudo bem com vocês? Espero que sim! O tema de hoje eu acredito que vai mexer com cada um de nós, pois, cada um tem seu momento de narcisismo e com as redes sociais em alta isso mais do que nunca está aflorado e nítido .
Mas, para começar acredito que muita gente ainda não sabe o que é narcisismo, logo, irei começar a contar o mito de Narciso. Existem várias versões desse mito mas, a que mais se encaixa no tema e essa:

Quando Narciso nasceu, sua mãe consultou o adivinho Tirésias que lhe predisse que Narciso viveria muitos anos desde que nunca conhecesse a si mesmo. Narciso cresceu tornando-se cada vez mais belo e todas as moças e ninfas queriam seu amor, mas ele desprezava a todas. Certo dia, enquanto Narciso descansava sob as sombras do bosque, a ninfa Eco se apaixonou por ele. Porém tendo-a rejeitado, as ninfas jogaram-lhe uma maldição: - Que Narciso ame com a mesma intensidade, sem poder possuir a pessoa amada. Nêmesis, a divindade punidora, escutou …

A DEPRESSÃO E SUA BANALIZAÇÃO NO MUNDO ATUAL

A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. O conceito patológico , entre os sintomas, ha presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima que aparecem  muitas das vezes compiladas.
Ao contrário do que normalmente se pensa os fatores psicológicos e sociais, são consequência e não a causa da depressão.
Mas o quero ressaltar aqui e a banalização dessa doença que é tão seria e que se não for tratada pode levar a morte, sim! morte!!! De acordo com a OMS(Organização Mundial de Saúde) a depressão atinge hoje quase 7% da população mundial cerca de 400 milhões de pessoas.
Vendo que o assunto é sério atualmente a depressão e colocada como algo  banal e muitas das vezes a pessoa que apresenta essa patologia e encarada como fazedora de manha,que está com frescura e o pior é aquele que fala: "nossa, isso é falta de Deus" se fosse assim padre e pastores não entrariam nunca em depressão. Muitas das vezes nas redes sociais esse termo é banali…