Pular para o conteúdo principal

FILOSOFANDO ECONOMIA PARTE 2: PAULO GUEDES

Olá pensadores! Tudo bem com vocês? Espero que sim! E já começo agradecendo pela repercussão do último texto, isso comprova cada vez mais a minha teoria que o brasileiro está se importando com  o que acontece em nosso país, só precisa de um direcionamento e uma formação,  sou otimista, mas sei que isso vai acontecer a longo prazo, infelizmente eu não vou chegar a ver isso.
Dando sequencia a nossa série filosofando economia como disse na segunda parte será mais tematizada falarei do nosso ministro da economia Paulo Guedes, de onde surgiu, como vive, o que come, leia hoje no Filosofando o dia a dia( Sempre quis dizer isso).
Meses antes do Bolsonaro ser eleito uma coisa já estava clara, Paulo Guedes seria seu ministro da economia, mas quem é Paulo Guedes até então? Bem a pauta de Paulo Guedes é trabalhar com novo projeto econômico, que vem de uma ideologia neo-liberal de privatizações de empresas estatais para enxugar a maquina pública. Foi um casamento com estranhamentos e incertezas na mídia, um dos motivos é que Jair Bolsonaro nunca se identificou tão diretamente com o pensamento ultra liberal de Paulo Guedes apesar de seu aceno ao mercado durante a campanha. Na realidade nos 27 anos de mandato como deputado o novo presidente votou contra uma série de projetos de privatizações e quebra de monopólio estatal, ainda sim o ex-capitão promete dar total autonomia para Paulo Guedes tomar decisões,mesmo se essas for contra suas ideias. Mas, quais são as propostas do nosso ministro da economia e porque ele escolheu Bolsonaro para colocar seus planos em prática? Em um artigo publicado em 2017 pelo jornal O Globo,  Guedes deixava claro sua críticas  sob o que ele deu o nome de hegemonia social-democrata  representada pelos partidos que vinham sendo protagonista no cenário da política brasileira como por exemplo: PT, PSDB E PMDB, na argumentação ele sustentou que Bolsonaro era o único que agia contra tudo isso e todos esses que nos governavam desde a nossa redemocratização, segundo ele é uma direita que quer a lei e a ordem, valores de uma classe média esmagada por uma elite corrupta e massas que votam no PT e no Lula buscando proteção e assistencialismo. 
Foi esse artigo que fez Bolsonaro se aproximar de Paulo Guedes, a essa altura o capitão já se consolidava como principal indicado a assumir a presidência de nosso país, mas sua falta de conhecimento em temas econômicos vinha causando constrangimento em sua campanha o que levou mais ainda sua aproximação a Guedes. Esse tipo de casamento não é nenhuma novidade, a união de economistas neo-liberais e políticos militares tem um famoso precedente na América-Latina, a ditadura chilena comandada por Augusto Pinochet nos anos 70 (1973-1990) .
O centro da política econômica de Pinochet foi elaborado por um grupo de intelectuais chamados de "Chicago Boys" economistas chilenos que se especializaram na Universidade de Chicago nos E.U.A, a mesma e até hoje referenciada como um dos principais polos de disseminação do pensamento Neo-Liberal e foi justamente lá que Paulo Guedes fez seu doutorado concluído em 1978. Alguns anos depois na década de 80 ele se integrou aos fluxos dos "Chicago Boys" e foi convidado para lecionar no Chile em um contexto a perseguição de professores e limpeza nas Universidades, já no auge da ditadura de Pinochet . Vivendo lá Paulo Guedes viveu a implementação das principais medidas propostas pelo time de economistas da Universidade de Chicago e foi exatamente essas diretrizes que inspiraram parte de suas propostas para o Brasil de hoje surfando na onda "bolsonarista" e agora sobre o comando  do novo ministério da economia.
Ainda que o Brasil tivesse um governo liberais no ponto de vista econômico  responsável pela privatização de empresas estatais e abertura da economia para o capital estrangeiro, a proposta de Paulo Guedes e de radicalizar muito mais esse processo.
Para entender melhor voltamos ao Chile governado por Pinochet, para entender o que Guedes que implantar no Brasil principalmente no quesito aposentadoria, nos anos que Paulo viveu no Chile, vivia lá Jose Piñera (irmão do atual presidente chileno Sebastian Piñera) o mesmo implantou no Chile a privatização total da previdência, nesse sistema os trabalhadores são obrigados a contribuir com 10%  de seu salário para fundos privados, chamados de AFP  que administra o dinheiro arrecadado, atualmente há um oligopólio de 6 empresas que controla esse setor no Chile,nessas 5 delas são responsáveis por 94,6 % das contribuições previdenciárias e chocante 68,6 % do PIB do país. Para os empresários isso representa um lucro de US$ 1,5 Milhão por dia, agora os trabalhadores que contribuíram durante os últimos 30 anos , hoje recebem uma aposentadoria de meio salário por mês, um valor que equivale a R$ 694,00 Reais.
No Brasil, o governo de Michel Temer fracassou ao tentar implementar a reforma da previdência ,fortemente rejeitada pela população. Com a eleição de Bolsonario ,no entanto, Paulo Guedes deixou bem claro retomar a pauta é umas das suas prioridades, e chegou a sugerir uma prensa no Congresso para que os parlamentares aprovassem a medida. 
Em uma longa reportagem publicada na Revista Piauí, a jornalista Malu Gaspar revela a influência que Paulo Guedes exerce sobre Bolsonaro . De acordo com o texto, muitas vezes os próprios assessores do ex-capitão recorreram ao economista para tentar persuadi-lo.
Ainda que Guedes não tenha, até agora, se aventurado na discussão de temas que ultrapassam o espectro econômico, seu círculo de relações com economistas de Chicago e com o 'alto clero" da política chilena indica algumas medidas que o futuro ministro pode implementar no Brasil. Isso porque os laços de Guedes com a política chilena não se limitam apenas ao setor econômico, mas também com outros setores como por exemplo: Paulo Guedes tem um antigo amigo da Universidade de Chicago, o empresário Jorge Selume,    que no passado ocupou o cargo de diretor de Orçamento na ditadura Pinochet, foi ele que convidou Guedes para lecionar nas Universidades chilena nos anos 80 , seu filho agraciado com o mesmo nome do pai, e hoje o secretário de comunicação  o governo Piñera Neto.  Essa foi uma nomeação estratégica , já que o jovem Selume é dono da Artool , a maior empresa chilena de Big Data, além de ostentar em seu currículo anos de trabalho Cambridge Analytica, se há indícios de que a campanha de Bolsonaro  foi agraciada com uso de bases de dados de cidadãos nas redes sociais ,a extrema direita chilena detém todas as ferramentas para reproduzir o mesmo método em seu futuro governo. No que vem se tornando um de seus jargões para mídia, Paulo Guedes reafirma a sua união com Bolsonaro como uma fusão entre ordem e progresso. Pode-se dizer que antes disso , a aproximação do ex-capitão com o economista se deu por uma conveniência mútua , Paulo Guedes que até então não havia gozado de grande prestígio nos círculos acadêmicos e não conseguia emplacar   suas teses econômicas nos últimos governos brasileiro,viu uma possibilidade para implantar sua agenda neo-liberal no governo Bolsonaro, já o novo Presidente, por sua vez , acalmou os ânimos do setor financeiro se desvinculando de sua figura estadista e colocando Paulo Guedes na linha de frente de sua política econômica. Mas, e significativo lembrar que a primeira vez que a América-Latina viu uma união como esta, uma fusão entre militares e economistas neo-liberais, foi no Chile em 1973, um capítulo da história mundial escrito com baldes de sangue, já para nós brasileiros resta saber que situação perigosa essa associação pode gerar. Espero que tenham gostado e na semana que vem terá o último capítulo dessa série sobre economia, até lá.
(Sousa, Adriano Soares de )
Referências Bibliográficas:  LE MONDE DIPLOMATIQUE BRASIL, Novembro de 2018, JORNAL O GLOBO,  2 DE SETEMBRO DE 2017,REVISTA PIAUÍ Edição 144, Setembro de 2018, Reportagem Malu Gaspar.                                                           

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE IMITA A VIDA OU A VIDA IMITA A ARTE?

Olá pensadores, tudo bem com vocês? Comigo está tudo bem, e com imenso prazer que voltamos aqui para fala sobre qualquer assunto, pois qualquer assunto abrange o meio filosófico.


E hoje o tema será algo que está presente em toda a nossa vida " a arte" de vários meios e modos de acordo com o tempo e contexto social. Os seres humanos se diferenciaram dos outros animais(dizem os humanos) pela inteligência abstrata e linguagem simbólica de que são capazes. Tais capacidades possibilitam a criação de uma "segunda natureza", a CULTURA, uma das grandes criações humanas chama-se "ARTE" esta forma específica de conhecer, expressar e interpretar o mundo, mesmo o mundo que não existe, ou que existe apenas na imaginação do homem. Mas o que é Arte? O que a arte difere de outras técnicas inventadas pelo engenho humano? O que o canto dos homens se diferem do canto dos pássaros? As artes, no decorrer da história, tiveram várias funções e que foram se modificando de acordo co…

SOBRE NARCISISMO EM REDE SOCIAIS

Olá pensadores! Olá pensadoras ! Tudo bem com vocês? Espero que sim! O tema de hoje eu acredito que vai mexer com cada um de nós, pois, cada um tem seu momento de narcisismo e com as redes sociais em alta isso mais do que nunca está aflorado e nítido .
Mas, para começar acredito que muita gente ainda não sabe o que é narcisismo, logo, irei começar a contar o mito de Narciso. Existem várias versões desse mito mas, a que mais se encaixa no tema e essa:

Quando Narciso nasceu, sua mãe consultou o adivinho Tirésias que lhe predisse que Narciso viveria muitos anos desde que nunca conhecesse a si mesmo. Narciso cresceu tornando-se cada vez mais belo e todas as moças e ninfas queriam seu amor, mas ele desprezava a todas. Certo dia, enquanto Narciso descansava sob as sombras do bosque, a ninfa Eco se apaixonou por ele. Porém tendo-a rejeitado, as ninfas jogaram-lhe uma maldição: - Que Narciso ame com a mesma intensidade, sem poder possuir a pessoa amada. Nêmesis, a divindade punidora, escutou …

A JORNADA DO HERÓI: JESUS CRISTO

Quem nunca gostou de ouvir, lê ou assistir história de heróis ?
Há milênios contamos histórias que falam de personagens   que foram peças importantes, e até hoje estão marcados na memória de cada um que as conhece, geralmente essas histórias estão cheias de ação emoção, pois elas estão cheias de ingredientes  que preenchem a nossas expectativas.
Na maioria das vezes o personagem principal deve superar algumas etapas para se demonstrar como verdadeiro herói, independente da cultura ou do mito que será contado, sempre o herói têm um ciclo a ser seguido isso desde a história mais antigas de Homero e Hesíodo com seus contos até as aventuras da DC e MARVEL.
Pensando nisso  o estudioso e especialista em mito Joseph  Campell cria um modelo de como seria passo a passo do percurso de transformação do homem comum em Herói com todas as provações que surgem no caminho. A jornada do herói e muito utilizada em roteiros de cinema e seriados, e livros de super-heróis, e o meu principal objetivo(e de…