Pular para o conteúdo principal

FILOSOFANDO SOBRE ECONOMIA: PARTE 1

Olá pensadores! Tudo bem com vocês? Espero que sim. E abrindo um parentes aqui esse ano está pesado tragédias atrás de tragédias, mas isso não pode servir de motivos para nos desanimar.
Focando no tema de hoje darei inicio a série filosofando economia que terá três partes, pois, como disse que iria trabalhar com assuntos da atualidade, acredito que o brasileiro mais do que nunca está interessado em saber como funciona a economia em nosso país.
O dinheiro tornou-se o grande personagem de nossa época, já que atribui poderes, importância e características e seres e coisas.
De forma inocente, pais incentivam seus filhos a ser bem-sucedidos, ou seja , a ter muito dinheiro. Além disso, não se enxerga que a vida social cria cada vez mais falsas necessidades, das quais pessoas ficam reféns. E, então trabalham cada vez mais, submetidos a quaisquer condições para conseguir obter o que não precisam, mas que, de certa forma, vai aliviar uma existência vazia de sentido, com os louros e a satisfação momentânea do material. Seria interessante o exercício de não se ter nada para saber quem realmente fica do nosso lado.
O que se discuti aqui é que , descolado da reflexão sobre o assunto, já que, com a especialização dos saberes, a filosofia ficou alheia às questões econômicas hoje, a uma espécie de mazelas social que traz sérios problemas. Não só no âmbito pessoal, mas nas macroeconomias com crises financeiras, falta de emprego, pobreza, violência etc.
Falando em economia brasileira (aliás qualquer economia de país subdesenvolvido) ela é maquiada, pois ela deve agradar uma minoria de grande investidores que lucram bastante com a situação do país, ela é tão maquiada e tão manipulada que até os picos de crises são forçados, pois sendo assim uma pequena detentora de riquezas ficam mais ricas e a camada mais pobre fica miserável.
Quem diz isso é o renomado economista brasileiro Eduardo Moreira sócio-fundador da gestora financeira Plural Capital , para você ter uma ideia de como funciona nossa gestão econômica, segundo o economista os cinco maiores bancos do país eles cobram só de tarifa por ano, sem contar cheque especial, sem contar banco de investimento, mais de 130 bilhões de Reais ! Já o orçamento da saúde no Brasil é de 130 bilhões de Reais, o da educação é de 110 bilhões de Reais, então pode-se concluir que os cinco maiores bancos do Brasil, só de tarifa, mas que esses dois orçamentos citados. Quase o tamanho do déficit brasileiro. Sendo assim, quem tem pouco dinheiro no banco, paga tarifa alta e tem rentabilidade baixa nos produtos, e quem tem muito dinheiro no banco não paga tarifa nenhuma e tem rentabilidade alta, coisa que não acontece por exemplo na França, lá se sua rentabilidade passa de 750 mil Euros mensais, as taxas e os impostos ficam muito mais caros, por isso boa parte dos milionários franceses não estão na França, mas aqui no Brasil tudo é feito , como diz a música para o rico ficar mais rico e o pobre ficar mais pobre. Falando sobre a educação, quem tem muito dinheiro paga os colégios caros que tem cada vez mensalidades mais caras , que contratam os melhores professores, a rede pública o governo investe pouco dinheiro desmoraliza o cargo de professor (pois é mal remunerado) e o ensino fica defasado.
Resumindo temos uma maquina de concentração de riquezas no Brasil.
No Brasil as ações econômicas funciona como se fosse em um truque de mágica e o bom mágico sabe que para fazer o truque ele tem que chamar a atenção para aquilo que no ato da mágica tem menos importância para desviar o foco, na economia brasileira acontece da mesma forma, o poder econômico faz isso de uma forma descarada, atrai atenção das pessoas para tudo que não tem importância , portanto, enquanto você fica ai se importando se menino veste azul e menina veste rosa, enquanto você fica preocupado com o metatarso do Neymar, eles vão mexendo e tirando seu direito e ficando mais ricos, se soubéssemos como funciona como funcionam as coisas, os pobres e classe média fariam a revolução, o problema é que aqui no Brasil a classe média pensa que é rica é alguns pobres com a pequena ascensão acha que é classe média.
Falando dos esquemas de impostos no Brasil, é um crime de mão armada! Olha que interessante ,os Ultra-ricos do Brasil ,(que é importante dizer que é uma minoria) segundo estudos da receita federal, eles pagam em média de imposto de renda de pessoa física alíquota 6,9% , percebendo isso podemos afirma que o Brasil é um paraíso fiscal. Você querendo contestar pode falar que a carga tributária brasileira é de 34%  do PIB, ela pode ser alta comparando com a dos países da OCDE, mas, essa carga não pesa nada do rico percentualmente e pesa muito nas camadas baixas na população, porque isso sai de 50% de bens e serviços, enquanto em países desenvolvidos, isso é residual , é menor que um terço.  Pois a ideia do imposto de renda é ser um mecanismo de redistribuição de renda, logo, você tem que ter uma progressividade e no vertical também, assim como na França o cara que ganha menos ele paga menos imposto, já a pessoa que ganha muuuito mais tem que pagar muito mais imposto. Mas, isso seria justo? Discutindo filosoficamente, toda pessoa  milionária que ganha uma quantia significativa de mais riqueza, eles vem todos da pobreza e de desigualdade, porque a quantidade de dinheiro é finita! E um cobertor que tem fim, imagina nota de dinheiro, o número de notas que tem é aquele! Ai você vai ver um monte de economista falando de números dos multiplicadores monetários , mas na real isso não existe! O número de notas é finita! Sendo assim todo bilhão que vai para o bolso do Eike Batista, falta no seu salario minguado. Segundo estudo de investidores espanhóis, no Brasil está 1% da contração de riqueza. Outro motivo que acho plausível destacar, e que depois de um certo valor de dinheiro que a pessoa ganha, não é para comprar carro nem mansão, o dinheiro é só status de poder. Sendo assim, o dinheiro que vem da camada super-rica e só para concentração de mais poder! E uma sociedade tem  que tomar , cuidado para quem ela vai dar esse poder concentrado, Porque o cara que vai ter todo esse poder concentrado, ele não é eleito, logo ele não pode ter a legitimidade de comandar, mas infelizmente é isso que acontece em nosso país.
Por isso acredito que tem que haver uma distribuição de renda , além da necessidade, obviamente sem ninguém morrer de fome, enfim das maldades que nós tentamos evitar nesse mundo.
Hoje falei meio aleatório, mas os próximos textos serão mais temáticos foi só uma "pincelada introdutória" e até semana que vem.
(Sousa, Adriano Soares de)
Referência bibliográfica: OS QUE OS DONOS DO PODER NÃO QUER QUE VOCÊ SAIBA, Eduardo Moreira, 2017 Editora Alaude                                          
                             

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A JORNADA DO HERÓI: JESUS CRISTO

Quem nunca gostou de ouvir, lê ou assistir história de heróis ?
Há milênios contamos histórias que falam de personagens   que foram peças importantes, e até hoje estão marcados na memória de cada um que as conhece, geralmente essas histórias estão cheias de ação emoção, pois elas estão cheias de ingredientes  que preenchem a nossas expectativas.
Na maioria das vezes o personagem principal deve superar algumas etapas para se demonstrar como verdadeiro herói, independente da cultura ou do mito que será contado, sempre o herói têm um ciclo a ser seguido isso desde a história mais antigas de Homero e Hesíodo com seus contos até as aventuras da DC e MARVEL.
Pensando nisso  o estudioso e especialista em mito Joseph  Campell cria um modelo de como seria passo a passo do percurso de transformação do homem comum em Herói com todas as provações que surgem no caminho. A jornada do herói e muito utilizada em roteiros de cinema e seriados, e livros de super-heróis, e o meu principal objetivo(e de…

A DEPRESSÃO E SUA BANALIZAÇÃO NO MUNDO ATUAL

A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. O conceito patológico , entre os sintomas, ha presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima que aparecem  muitas das vezes compiladas.
Ao contrário do que normalmente se pensa os fatores psicológicos e sociais, são consequência e não a causa da depressão.
Mas o quero ressaltar aqui e a banalização dessa doença que é tão seria e que se não for tratada pode levar a morte, sim! morte!!! De acordo com a OMS(Organização Mundial de Saúde) a depressão atinge hoje quase 7% da população mundial cerca de 400 milhões de pessoas.
Vendo que o assunto é sério atualmente a depressão e colocada como algo  banal e muitas das vezes a pessoa que apresenta essa patologia e encarada como fazedora de manha,que está com frescura e o pior é aquele que fala: "nossa, isso é falta de Deus" se fosse assim padre e pastores não entrariam nunca em depressão. Muitas das vezes nas redes sociais esse termo é banali…

ATO ,POTÊNCIA E ACIDENTE

Olá pensadores! Tudo bem com vocês ? Espero que sim, e mais uma vez nos encontramos aqui nesse humilde blog, rumo ao texto de número cem .
Hoje quero voltar a série clássicos da filosofia  e falar desse filósofo que viveu antes de Cristo, mas seus ensinamentos ajudaram muito na forma de pensar da igreja cristã, iremos falar de Aristóteles.
O que muitos não sabem é que Aristóteles foi discípulo de Platão e como discípulo ele não seguiu nada de seu mestre, pelo contrário ele trouxe o pensamento de seu mestre Platão de volta para terra.
Aristóteles diferente de seu mestre, defende que o Ser ,ou seja, tudo que existe, melhor dizendo a existência em si, possui um atributo que o define , enquanto Platão afirmava que esse atributo era originário(vinha do hiperurânio), pois bem, Aristóteles faz essa mudança afirmando que o Ser possui um atributo definidor que se encontra no próprio ser, ele chama esse atributo de substância e o que é a substância para Aristóteles? A substância é aquilo que d…