HOMUS POLITICUS EM ARISTÓLTELES

  Começo esse texto fazendo algumas perguntas: é  possível existir uma sociedade justa ? O que diz a filosofia ? Qual a origem e a finalidade da sociedade? Como fazer da sociedade um lugar melhor ? Vamos tentar responder essas perguntas dissertando o pensamento do filósofo Aristóteles.
  O grande filósofo macedônio Aristóteles escreveu muitos livros um dos mais conhecidos é o seu livro com o título A Política. Diferente do que se pensa atualmente esse livro não trata de partido político ou briga de poder ,mas, pensa a sociedade como um lugar de felicidade e excelência dos seus integrantes .
   Aristóteles usa o método de análise a partir dos princípios para ele, toda a sociedade tem a sua origem nas famílias, especificamente em uma família que possui alguma excelência de destaque da qual as outras pessoas olhavam , admiravam e se associavam a essas famílias formando assim vilas e depois as cidades ,portanto, a origem de qualquer cidade para Aristóteles está na virtude e a finalidade delas é proporcionar a cada cidadão a possibilidade de alcançar a felicidade máxima através da busca por excelência,logo, uma cidade não existe para fins militares, comerciais ou econômicos ,mas para viver o bem comum.
    Aristóteles pensa a cidade em uma conexão da parte com o todo e o todo com a parte, diferente da sociedade atual fragmentada e individualista, para ele o ser humano é um animal político, ou seja, para que o ser humano se torne pleno na sua essência ele precisa da sociedade, e na sociedade que ele pode se realizar como pessoa . Há um vínculo estreito entre o indivíduo e a sociedade em outro sentido para que exista uma boa sociedade é necessário pessoas virtuosas dentro do estado, a ideia é simples: quem lidera e quem é liderado deve possuir virtude em alto grau. Podemos concluir então que um estado que põe a felicidade na riqueza , são felizes só os ricos e um estado que só coloca a felicidade no poder , ser feliz é dominar vários , por outro lado, um estado que coloca a felicidade na virtude são felizes àqueles que tem a vida honrada. 
  Para Aristóteles, fica muito evidente que não existe estado feliz por si mesmo se não se constitui sobre as bases da honestidade, ao contrário o que vemos atualmente , a cidade não pode ser um aglomerado de pessoas que querem dinheiro e poder ,porque isso gerará injustiça, sendo assim, terá um modelo errado de felicidade,pelo contrário a felicidade deve estar honesta ,um governo será bom quando há bons costumes, como o próprio Aristóteles diz:  "A lei manda praticar todas as virtudes e nós proíbe de praticar qualquer vício . E as coisas que tendem a produzir virtude considerada como um todo são aqueles atos prescritos pela lei tendo em vista a educação para o bem comum"(Aristóteles p.102) .
   Para finalizar trago aqui uma reflexão do mesmo filósofo no livro Ética Nicômaco , especificamente no livro 5,  aonde percebemos dois aspectos: a lei pode ser vista como uma ajuda para praticar atos de virtude e por outro lado ela proíbe certos vícios. A lei tem como finalidade educar para o bem comum, para Aristóteles uma coisa é clara: quanto mais leis,menos virtudes terá uma sociedade.
    As leis servem para refrear a corrupção e tentar educar o cidadão, para ficar mais claro darei um exemplo: a cerca de trinta anos atrás não existia uma lei para assentos preferenciais nos transportes públicos, porquê as pessoas automaticamente davam seus lugares para outras com preferência, porém as pessoas começaram a perder esse  hábito de cidadania, foi aí que se tornou lei deixar assentos prioritários para pessoas com preferência , para colocar o bem comum em primeiro lugar .
   Mas você deve estar perguntando, o que é esse tal de bem comum que eu tanto falo,explico: o bem comum é aquele princípio que diz que a sociedade deve ser o lugar que todos pode alcançar a sua máxima perfeição e felicidade , para isso acontecer precisamos nos colocar a disposição dos outros , deixando de lado nosso bem particular e se doando para uma sociedade melhor. 
(Sousa,Adriano Soares de)
Referência bibliográfica: A POLÍTICA , Aristóteles, Editora Saraiva, Rio de Janeiro,2011.ÉTICA A NICÔMACO, Aristóteles, Editora Martin Claret, São Paulo,2003.
Imagens: Tiradas da internet.                          

Comentários