NAMORO FOI FEITO PARA TERMINAR

Olá pensadores,tudo bem com vocês? Comigo vai tudo bem graças ao Bom Deus. Como já é tradição nesse blog, todo o dia dos namorados eu falo desse tema,mas dessa vez vai ser diferente: vou dedicar todo o mês de Junho para falar de relacionamento. 
Acredito que muitos de vocês vieram por conta do título, e deve está pensando: "Poxa Adriano no dia dos namorados você que falar de termino de namoro! Isso só pode ser clickbait!" Eu te digo não é, e vou explicar o porque.

Se pegarmos a etimologia da palavra namorar,vêm da língua espanhola enamorar que significar apaixonar, logo, a fase do namoro é o momento do conhecimento do outro e o amadurecimento desse apaixonar para um noivado e por consequência um casamento. Eu costumo dizer que boa parte dos casamentos não dão certo na fase do namoro, mas o casal fica postergando, talvez por medo e insegurança ou com a fantasia que o(a) parceiro(a) vai mudar aí chega um momento do estopim e bum!!!! Estoura a bomba. É como se fosse uma bola de neve descendo a montanha, que começa pequena e até inofensiva, mas ao decorrer do tempo vai crescendo e se tornando maior a ponto de ao chegar no seu destino causando um estrago irreparável, assim também os relacionamentos, são defeitos pequenos que na fase do namoro é algo até tolerável, mas ao decorrer do tempo aquele defeito se torna algo que traz o conflito para o casal ao ponto de assim como a bola de neve fazer um estrago no relacionamento. 

Outra analogia que gosto muito de fazer, é, comparar namoro com emprego: Têm um primeiro contato, quando você manda seu currículo para a empresa a qual você deseja trabalhar,e nesse currículo você omiti um monte de coisas a seu respeito porque você quer vender sua imagem. A empresa interessa na imagem que você mostrou e lhe chama para uma entrevista, você vai todo apresentável, coloca a sua melhor roupa, chega cedo no estabelecimento e se mostra  interessado nas propostas oferecidas, e o que é pior, mostra-se prestativo, topando o que de der e vier. 
Você então é contratado e nos primeiros 3 meses de empresa é o melhor funcionário, cumpri o que é te pedido dobra o horário, faz uma função na qual não está no contrato até cumprir os 3 meses de experiência. Ao decorrer do tempo a fase de empolgação passa, e  tua empolgação com o trabalho vira uma depressiva rotina na qual tudo que foi combinado no começo é motivo de você se torturar.

No namoro não é muito diferente,no começo há interesse de ambos e cada um quer mostrar o melhor de si e omiti os defeitos. O primeiro encontro é feito e os dois estão com suas melhores roupas, o homem até banho toma, começam a namorar e as juras de amor são frequentes, chega o tempo de conhecer a família, ambos  mostram muito prestativos, a moça ajuda a futura sogra na cozinha, o rapaz por sua vez ajuda o sogro com o carro. Tudo são flores! E aqueles defeitos  no inicio do namoro (ciúme excessivo, possessivo,etc) acaba passando desapercebido.
Chega a etapa do namoro, que o casal está estabilizado, e os defeitos que não gerava nenhum problema,hoje, e causa de muitas D.R.  do casal. 

Aí que vêm o dilema, na vida profissional quando você está insatisfeito você negocia com a empresa e faz uma rescisão de contrato, na vida amorosa muitas das vezes por insegurança ou por apego ou simplesmente por comodismo da-se sequência no relacionamento até no matrimônio e os defeitos que foram omitidos no período de namoro ficam cada vez mais evidente, aquela imagem de bom moço(a) que foi vendida no inicio ficou no passado e a tendência é dar errado essa relação.
Que fique bem claro que não é pelo fato do casal passou a vida inteira junto quer dizer que deu certo, porque ai entra a questão social e religiosa, principalmente se esse casal é mais velho(irei explicar isso em um próximo texto).

É por isso que namoro foi feito para terminar, porquê nessa fase do relacionamento é que foi vai conhecer o seu(ua)  parceiro(a) e isso é bem simples de acontecer ao invés de você se transformar em um personagem para o ato da conquista, será muito mais interessante você mostrar quem é você de verdade, com seus defeitos e qualidades, sem mascaras e quem está te aceitando tem que entender que não está namorando um deus e sim um ser imperfeito e fazer essa pergunta todos os dias da etapa do namoro: Eu vou conseguir lidar com os defeitos dessa pessoa o resto da minha vida? 

Por tanto, namoro foi feito para ter um fim, se não tem terá fim no casamento, e terminar no casamento envolve filho, envolve vinculo, se você casou na igreja envolve sacramento. Não caia no comodismo quando você descobri que seu relacionamento é uma ilusão,ou pior, o outro está fazendo de você território  de ilusão, afinal ninguém é obrigado de ser para o outro uma ilusão.
Se ele(a) não ama quem você é não faça esforço para ele(a) amar a ilusão que você está criando. Rubens Alves tem uma frase que cabe muito bem no tema que é mais ou menos assim: "A paixão do momento não vale o inferno de uma vida toda". Nesse dia dos namorados sugiro que você chegue para sua(eu) namorada(o) e pergunte olhando nos dela(e) será que realmente você me ama ou você ama uma ilusão que você criou de mim? E depois faça essa pergunta para você mesmo, eu amo do jeito que essa pessoa é ou eu estou amando a ilusão que eu criei dela?
Terminei muito Marília Mendonça, e ficou um climão, no mais feliz dias dos namorados!
(Sousa, Adriano Soares de)

Imagens: Tiradas da Internet. 
                   

Comentários